Agora são exatamente: horas e minutos. Olá, caro amigo! Seja bem vindo, boa leitura e volte sempre.
sábado, 7 de novembro de 2015

O PRÍNCIPE NA LUA




Contos infantis para Nicole

Dedico as historias infantis a seguir a minha filha numero um, Nicole, a qual me deu motivos para estar vivo ate hoje e continuar seguindo nessa labuta. E, como não poderia deixar de ser, as dedico também a meu filho numero dois, Nícolas, um rapazinho lindo e muito sapeca, que me ajuda a descarregar as energias acumuladas.



Olá, Amiguinhos, o que vai ser contado agora aconteceu no 16º aniversário da Princesa Cristal. Neste dia, ela olhou pro céu noturno e fez o seguinte pedido:


- Estrela Dalva, minha amiguinha, realize o meu desejo. Mas que eu faça o pedido, quero que desça até aqui,  pois o  que tenho a te pedir tem que ser pessoalmente.

A lenda diz que toda princesa, quando completa seu 16º aniversário, pode pedir o que quiser a sua estrela favorita. Desejo esse que deve ser realizado prontamente, com a multa de nunca mais brilhar em céu algum caso não o faça.

A Estrela Dalva, lá, no mais alto céu, ouviu e respondendo o desejo da princesa, desceu e veio ter com ela.

- Olá, Princesa Cristal, o que quer de mim? – Perguntou a brilhante Estrela Dalva.

A princesa sabia muito bem o que queria e respondeu logo de cara:
- Eu desejo ir a lua.

A estrela balançou a cabeça e disse:
- Não. Isso não pode ser. Peça-me outra coisa.

- Quero ir a lua, já disse, outra coisa não quero – respondeu a Princesa Cristal.

A Estrela Dalva já ia sair voando quando a Princesinha Cristal segurou em seu braço e disse:
- Sou uma princesa.  Tenho o direito de pedir um desejo a você. Realize-o, ou não vou te soltar. Você nunca mais voltará a brilhar no céu com suas irmãs estrelas.

A Estrela Dalva não pensou duas vezes, seria horrível não voltar aos céus, não brilhar mais . E respondeu com uma pergunta:
- Porque quer ir lá?

- Me disseram que meu príncipe encantado está lá me esperando. Foi pra lutar com um feroz dragão que impedia a luar de brilhar e não pode mais voltar depois de tê-lo derrotado. Dessa forma, vou lá buscá-lo pra que eu possa me casar com ele.

A estrela Dalva continuou perguntando:
- E como pretende voltar, já que só posso realizar um desejo?

- Simples, muito simples: voltaremos na primeira estrela cadente que passar em direção a terra – respondeu a Princesa Cristal muito crente disso.

A estrela viu muito amor e fé nos olhos da Princesinha Cristal e resolveu lhe ajudar.

- Tudo bem – disse a estrela Dalva. – Não me tenha por inimiga. Pelo contrário, sou a melhor amiga nos céus que lhe cobrem, mas é que me preocupo muito contigo. E se não houver príncipe por lá? E se a estrela cadente não quiser te dar carona? – perguntou a estrela em forma de resposta.

- Não se preocupe com essas coisas. Apenas me leve até lá, até meu Príncipe Encantado – disse a princesa firmemente soltando o braço da estrela como uma forma de gratidão.

Assim a Estrela Dalva levou consigo a Princesa Cristal para o mais alto céu e a deixou na lua, onde ela havia desejado ir.

E de longe, bem longe a Princesa Cristal avistou seu amado Príncipe Encantado muito triste, ainda segurando a espada da batalha, sentado numa pedra lunar, olhando pra terra sem poder ir até sua amada, a Princesa Cristal. E ela sorriu de alegria, pois sabia que tudo daria certo dali por diante e que eles seriam muito felizes. Para sempre.

Agora, só lhes faltava a estrela cadente pra lhes dar carona de volta. Mas essa é outra historia.

Fim.
 
;