Agora são exatamente: horas e minutos. Olá, caro amigo! Seja bem vindo, boa leitura e volte sempre.
domingo, 15 de abril de 2018

Holocausto.



Não sei dizer de onde eu vinha ou quem estava comigo, mas sei que era um lugar conhecido e pessoas de familiares. Também lembro que subia uma ladeira bastante íngreme e que era noite, pois estava escuro e eu pude ver a luz de postes iluminando o chão por onde passávamos.

Estávamos conversando algo que também não recordo, mas era alguma bobagem do dia a dia. Mas lembro bem de ver a enorme lua ao fundo, no final da rua, no horizonte. Enorme mesmo. Gigante, eu diria.

Continuamos a subir a ladeira em direção ao que eu sabia ser minha casa. Mas eu não conseguia parar de olhar a enorme lua, e parecia que só eu conseguia ver aquilo. O que me pareceu estranho no primeiro momento.

Algum tempo depois, notei outra lua, bem próxima a nossa, e era do mesmo tamanho. Talvez até maior. Mas algo naquelas luas me assustou. Elas pareciam ficar maior, talvez por estarem se aproximando cada vez mais. Quanto mais eu olhava para elas, mais elas pareciam ficar maiores, como que se o meu ato de olhar influenciasse seus movimentos.

Mas eu não conseguia evitar.

Logo notei que planetas também estavam ficando maiores e mais próximos, moviam-se de forma estranha, mas ao mesmo tempo coordenados. Tudo isso parecia um grande pesadelo. Tudo era tão real, não poderia ser um sonho. Não lembro se pensei isso naquele momento, o que só me ocorreu agora.

Não demorei a mostrar o que eu via para as pessoas que estavam comigo. Era importante e assustador demais para não fazer isso. Lembro que eles correram para as janelas para ver. Era assustador.

Agora muitos planetas estava na companhia das luas. E tudo estava vindo na direção da terra, na nossa direção, num movimento ameaçador.

Quando perceberam o inevitável, instalou-se o pânico. Ouvi gritos e vi desespero por todo lado, inclusive das pessoas que estava próximas de mim. Pessoas pegavam fogo instantaneamente.

Vi que era o fim, vi que não tinha mais jeito. Eu ia morrer.

Lembro de tentar correr para abraçar as pessoas que amava e que estavam nos cômodos ao lado. Mas não houve tempo para mais nada. Tudo queimava. O fogo se espalhou, os planetas se chocavam e explodiam, numa dança macabra terrível e mortal. Era como ver aquelas maquetes de orbitas de planetas, feitas para serem exibidas me feiras escolares de ciências, onde podia-se girar os planetinhas, que voltavam a sua orbita anterior.

Eu senti muita dor, isso eu lembro bem, pois o fogo já estava me consumindo, me queimando. Acho que nem tive tempo de gritar. Apesar de ter tentado.

Eu acordei na minha cama em completo pânico.

Não conseguia me livrar do sonho, ainda lembrava muito claramente de cada detalhe. Meu cérebro não queria mais dormir. O medo tomou conta de minha alma.

Devido a isso, eu levantei e fui para a sala. Liguei a TV e fiquei olhando, tentando me livrar de tudo aquilo.

Acho que amanheci no sofá da sala, olhando a TV e sem um pingo de sono.



NodesBR.2018
sábado, 14 de abril de 2018

Coisa de mulher




"Entenda uma coisa:
Não existe mulher que "dá" no primeiro encontro
Existe mulher que faz sexo quando está com vontade.
Ela não te "deu"
Ela nunca te pertenceu
Então não venha com essa de "ela deu pra mim"
Porque na verdade, ela não foi sua.
Ela não conta primeiro, segundo ou terceiro encontro
Ela valoriza os momentos
Ela valoriza as conversas
Os sorrisos
Os olhares
Ela valoriza aquilo que desperta vontade
Aquilo que desperta tesão em viver.
Se ela fez SEXO com você
É porque ela quis.
Não pense que ela faz sexo com todos
Ou pense se quiser
Até porque isso não é da sua conta.
Você não "comeu" ela
Ela ainda está inteira
Ainda ri de coisas bobas na TV
Ainda lê um livro antes de dormir
Ainda sai com suas amigas no sábado a noite
E almoça na casa dos pais no domingo.
Você não "comeu" ela
Porque gente não se come
Se sente.
Ela não saiu por aí gritando para todos
O quanto a transa de vocês foi ruim
Ou o quanto você foi grosso com ela
Ela não precisa dividir isso com ninguém
Então porque você precisa?
Pra se sentir mais "macho" ?
Pra se sentir mais "homem"?
Não cara
Ela não é metade do que você pensa
Ela é tão extraordinária
Que nem cabe dentro dos seus pensamentos.
Ela não te ligou
E ela não estava esperando você ligar
Ela não precisa da sua aprovação
Ela não precisa saber se foi bom pra você
Porque se tiver sido bom para ela
Ela vai fazer acontecer de novo.
Não, ela não estava bêbada
Nem drogada
Ela fez porque quis
Porque tava afim.
Quando ela se arrumou naquela noite
Ela já sabia que seria pra enlouquecer
Ou enlouquecer alguém
E pode ter certeza que você não a enlouqueceu.
Você não ganhou ela na sua conversa fiada
Ela foi porque tava afim
Porque ela te escolheu.
Não saia por aí dizendo que você a ganhou
E que você ganha a hora que quiser.
Ela não te viu como um pedaço de carne
Ela não enxerga ninguém assim
Ela gosta de conexões
Nem que seja só por uma noite
Ela gosta de se sentir ligada a alma de alguém
De sentir o calor
De olhar nos olhos
De sentir prazer físico e emocional
E se ela tiver te achado vazio demais
Não vai rolar de novo.
Você pode rezar
Implorar
Mandar flores
Ela é decidida
Tem personalidade forte.
E no dia em que ela se casar
Vai ser com um cara de muita sorte
Porque de todas as conexões
Aquela terá sido a mais forte
Ele terá sido a alma que ela escolheu
E os dois serão eternamente enlouquecidos
Um pelo outro.
E você?
Ah cara,
Você vai continuar perdendo tempo
Falando por aí das mulheres que você acha que comeu
Vai continuar perdendo tempo achando que ganhou alguém
Você vai acabar sozinho
Porque nunca soube se conectar
Nunca soube sentir a alma de alguém."



-Helena Ferreira.

Coisa de homem




Acordei e a vi se arrumando para ir trabalhar, pensei em dizer algo, mas quando notei que ela não me percebeu acordado resolvi ficar em silêncio a observando.

Concentrada ela olhava para o espelho e minuciosamente cuidava de cada detalhe, os cabelos, olhos, o tom da pele e contornos, por vezes ela se distanciava de seu reflexo e como quem tanto já fez isso percebia detalhes que só uma mulher consegue perceber.

Ela estava linda como o de costume, mas não tão incrível como quando nos conhecemos ou mesmo quando ela se arrumava para sairmos juntos. Fiquei ali, pensando em todo o tempo que ela leva para ficar desse jeitinho irresistível e quanto tempo ela levou para se arrumar cada vez que ia me encontrar.

Fiquei pensando também em quantas vezes esqueci de dizer o quanto ela estava maravilhosa. Nessa manhã fingi estar dormindo e quando ela se aproximou para me dar um beijo de despedida eu a puxei de surpresa para meu lado da cama, olhei em seus olhos que pareciam não entender nada e disse: 'Desculpe quando esqueço de dizer o quanto você é a mulher mais linda do mundo. Eu tenho sorte por você ter me escolhido'. Ela apenas sorriu, o mesmo sorriso incrível de sempre e que eu há tanto tempo não percebia.

Nessa manhã, assim que ela saiu para ir trabalhar eu senti uma enorme saudade dela, uma saudade que há tempos não sentia. Eu realmente percebi a sorte que tinha por ter ela ao meu lado e a sorte que tive por perceber isso sem precisar perdê-la.


Uma Rainha



Quando uma mulher marca a vida de um homem, poderão chegar milhares e essa continuará a ser a sua favorita, a sua mulher.

Carta de um camponês a um doutor




Senhor doutor, sou homi du Campo e tenho poco istudo, mal sei faze meu nome direito. Mas sou trabaiado. Trabaio de sol a sol pra colocar comida na mesa minha famia.

Nunca fui preso por fazer bobagi. Nunca usei droga também. Meu pai só me insino coisa boa, de omi correto. Até porque se fizesse bobagi, tomava uma taca misera pra aprender a não fazer di novo.

Digo isso porque no final de semana passada, doto, fui toma com uns amigos uma caninha na  feira da cidade, coisa que acho que tenho direito, e lá peguei porrada de uns puliça. Coisa que num gostei muito.

O motivo disso não achei justo. Foi assim, tava eu tomando minha birita, quando o puliça chego. E disse que ia me revista. Disse que ele podia fazer o que achasse certo, pois não sou contra o serviço de puliça. Acho que ele não gostou de como falei.

Foi aí que ele acho a faca que uso no serviço, doto, em minha cintura. Ela ainda estava na bainha.

E sem avisar meteu a mão no meu lombo, que doeu muito. Vi estrelas.
Dei dois passos pra por causo do susto, mas não fui mas longe que isso, pois o outro puliça me deu uma rasteira e eu caí de costa no chão. Fiquei sem ar por causa da queda. Foi um tombo feio.

Ainda tomei uns chutes e xingamentos de bandido e de safado.

Nunca tinha apanhado de omi feito, doto, e jamais iria revidar a um puliça, até porque podiam me prender. E a coisa ia ficar pior, além de apanhar, tambem ia preso por nada. Pois sequer tive tempo de explicar o motivo de estar com a faca. O motivo é que uso para o serviço no mato e para coisas do dia a dia, como por exemplo, descascar laranjas.

Sr dotor, foi a pior coisa que me aconteceu, fico até com vergonha de falar sobre isso.

Peço desculpa por lhe incomodar com isso e lhe agradeço pela atenção.


Raimundo Nonato de Souza.
 
;